MPT recomenda ação relevante na busca ativa de casos de Covid-19 no sul de Minas

Medida visa a possibilitar a rápida identificação de locais de trabalho com maiores índices de contaminação

Varginha – O Ministério Público do Trabalho (MPT) encaminhou, nesta última terça-feira (19), uma recomendação às Superintendências Regionais de Saúde de Varginha e de Passos para que os 77 municípios que integram as suas respectivas circunscrições considerem como dados epidemiológicos o local de trabalho e atividade profissional de suspeitos e contaminados de COVID-1 .

"Recomendamos que os Municípios orientem os profissionais de saúde a identificarem o local de trabalho e a atividade profissional dos indivíduos suspeitos ou contaminados no campo "Observações Adicionais" da ficha de investigação de SG Suspeito de Doença pelo Coronavírus 2019 – COVID 19", a fim de permitir que os entes municipais consigam acompanhar e rastrear locais com surtos da doença e com potencial elevado de transmissão do vírus", explicam as procuradoras do MPT que assinaram o documento, Melina Fiorini e Letícia Moura.

Os dados coletados serão considerados para adoção de medidas preventivas no combate a doença. Por meio de um protocolo para colheita, tratamento e acompanhamento das informações, serão identificados os espaços com grande potencial de disseminação do vírus, a depender da quantidade de suspeitos/contaminados pela COVID19 no mesmo local de trabalho.

"Realizada a busca e verificado um elevado potencial de exposição no ambiente de trabalho, informações relativas a cada empresa/empregador serão enviadas às autoridades competentes para adoção das medidas devidas. Esse procedimento não impede que o Município adote ações administrativas de sua competência para o enfrentamento da pandemia", detalham as procuradoras do MPT.

Segundo a Procuradora Melina Fiorini, "é necessário que haja um controle eficaz de infecções nos locais de trabalho para proteger os trabalhadores nesta pandemia. A identificação antecipada da infecção, além da adoção de outras medidas de proteção, são imprescindíveis para proteger os trabalhadores e toda a sociedade.

Somadas as ocorrências registradas pelas duas cidades localizadas no sul do estado, um total de 59 pessoas foram infectadas pelo vírus, com 2 mortes em Varginha. Os dados são do último boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde, divulgado às 10h desta quarta-feira, 20.

Siga-nos no Twitter @MPTMG e saiba mais sobre a atuação do MPT

Leia mais:

- Contrato safrista requer novas precauções diante da Covid-19, alerta o MPT em Varginha
- Recomendações do MPT viram manual de boas práticas em Capetinga-MG

Imprimir