ACP de autoria do MPT busca coibir condições degradantes e trabalho infantil em alojamento no Camaru durante exposições agropecuárias

Uberlândia (MG) - Uma ação civil pública (ACP) de autoria do Ministério Público do Trabalho (MPT) em Uberlândia busca coibir condições degradantes de trabalho durante as exposições agropecuárias realizadas no Centro de Amostras e Aprendizagem Rural de Uberlândia (MG) (Camaru), dentre as quais o alojamento de tratadores em barracas de lona junto aos estábulos. O Sindicato Rural de Uberlândia é o réu na ação. A ACP tem pedido liminar para a suspensão imediata da conduta do réu, sob pena de multas.

Continue Lendo

Imprimir

Nota à Imprensa

Uberlândia-MG - Na última terça-feira, 15/02, o Grupo Especial de Fiscalização Móvel, o Ministério Público do Trabalho e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado em Uberlândia, em parceria com a Polícia Militar de Minas Gerais e a Polícia Federal, divulgaram à imprensa os resultados da 5ª fase da Operação Libertas. A ação institucional tem como objetivo apurar as condições de trabalho de mulheres transexuais na cidade de Uberlândia/MG, inclusive identificar eventual ocorrência de escravidão contemporânea e de tráfico de pessoas, responsabilizando os autores desses delitos e resgatando suas vítimas.
Confira a nota na íntegra.
 
 
--

Esta matéria tem cunho informativo. Permitida a reprodução mediante citação da fonte.

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público do Trabalho em Minas Gerais
Tel. (31) 3304-6291
prt03.ascom@mpt.mp.br
Twitter: @MPT-MG
Youtube: MPT Minas Gerais

Imprimir

Carvoarias no Norte Minas foram flagradas submetendo 21 pessoas a trabalho análogo ao de escravo

Dois trabalhadores com idade inferior a 18 anos estavam executando atividade insalubre e perigosa

Uberlândia (MG) - Um grupo de 21 trabalhadores foi resgatado em condições análogas à de escravos em carvoarias no Norte de Minas Gerais, durante operação de combate ao trabalho escravo, realizada de 6 e 14 de outubro. Entre os trabalhadores, estavam dois jovens, com idade inferior a 18 anos, operando motosserra ou usando machadinha, atividades classificadas como insalubres e perigosas. A operação conjunta mobilizou equipes do Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público Federal (MPF), Defensoria Pública da União (DPU) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Continue Lendo

Imprimir

Carvoarias no Norte Minas foram flagradas submetendo 21 pessoas a trabalho análogo ao de escravo

Dois trabalhadores com idade inferior a 18 anos estavam executando atividade insalubre e perigosa

Uberlândia (MG) - Um grupo de 21 trabalhadores foi resgatado em condições análogas à de escravos em carvoarias no Norte de Minas Gerais, durante operação de combate ao trabalho escravo, realizada de 6 e 14 de outubro. Entre os trabalhadores, estavam dois jovens, com idade inferior a 18 anos, operando motosserra ou usando machadinha, atividades classificadas como insalubres e perigosas. A operação conjunta mobilizou equipes do Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público Federal (MPF), Defensoria Pública da União (DPU) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Continue Lendo

Imprimir

Prorrogadas até 2 de agosto as inscrições para processo seletivo de estágio na área de Direito em Uberlândia

Estudantes de graduação da área de Direito poderão se inscrever até 2 de agosto

Uberlândia (MG) - O Ministério Público do Trabalho em Minas Gerais (MPT-MG) receberá inscrições, até 2 de agosto de 2021, para o processo seletivo de estágio não obrigatório para cursos de graduação das seguintes áreas e localidades:

  • Direito: Procuradorias do Trabalho nos Municípios de Coronel Fabriciano, Divinópolis, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Patos de Minas, Pouso Alegre, Teófilo Otoni, Uberlândia e Varginha.

O certame oferece vagas para provimento imediato e para formação de cadastro de reserva para contrações ao longo de sua validade, que é de um ano, podendo ser prorrogada até o limite de dois anos.

Continue Lendo

Imprimir